**

Uma índia na biblioteca

florescendo ecrãs paira

louvando Maíra diante da

grande estante com livros.

Luar reverberante nos chifres

do touro morre um sambista

cresce densa estrela-mica sobre

o morro tem reflexos de espelho

ao sol batendo através da vidraça

na minha cara feito pandeiro

recta amplidão já penumbra

alguém trocando candelabro

limpando estanho para melhorar

comunicação faxinando a casa

inteira teus pesadelos doce vela

fabricando o amor mr. músculo

protesto na roça cai pela noite

enveludada de nenúfar.

*

Advertisements

2 comments

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s